Notícia com Imparcialidade

Perfumazu "Leve essa essência com você"

sexta-feira, 19 de julho de 2019

Incansável! Com dois ouros no Mundial, Ana Marcela aumenta sua lista de recordes e conquistas

Foto: Satiro Sodré

Incansável é a melhor palavra que define a nadadora Ana Marcela Cunha, que conquistou no Mundial de esportes aquáticos na Coreia do Sul as medalhas de ouro nos 5km e 25km, além do quinto lugar que lhe garantiu uma vaga olímpica em Tóquio 2020. Aos 27 anos, coleciona uma série de recordes que vão desde marcas em sua modalidades, como números que a colocam como uma das maiores da história do esporte nacional.

Mulher com mais medalhas no Mundial de Esportes Aquáticos

Com onze medalhas em Campeonatos Mundiais de Esportes Aquáticos, Ana Marcela se isolou como a mulher com mais pódios nas águas abertas na história da competição. São cinco ouros, duas pratas e quatro bronzes. Ela passou a holandesa Edith Van Dijk, que tem nove.
Ana Marcela tetracampeã — Foto: Satiro Sodré/rededoesporte.gov.br

Única mulher tetracampeã mundial de uma prova

Com o quarto título conquistado na prova dos 25km, ela se tornou a primeira mulher a levar o tetra de uma mesma prova nos Mundiais de esportes aquáticos.

Ana Marcela batendo na chegada dos 25km — Foto: Chung Sung-Jun / Staff

Única tri seguida dos 25km

Ela se tornou a primeira mulher do mundo a ganhar três vezes seguidas a prova dos 25km, já que venceu também em 2015 (Kazan, Rússia) e 2017 (Budapeste, Hungria)

Única mulher a ir ao pódio nos cinco Mundiais da década

Na sua lista de medalhas, Ana Marcela foi ao pódio ao menos uma vez em cada um dos últimos cinco Mundiais. Nenhuma mulher conquistou medalha nas cinco competições desta década.
Ana Marcela e Aurelie Muller — Foto: Satiro Sodré

Mulher com mais medalhas em Campeonatos Mundiais de esportes olímpicos

Se pegarmos todas as modalidades olímpicas, Ana Marcela é, disparado, a mulher brasileira com mais medalhas em Campeonatos Mundiais. A segunda desta lista é outra nadadora, Etiene Medeiros, com oito. Mayra Aguiar, do judô, tem seis.

É sempre válido lembrar que, além das 11 medalhas em Mundiais de Esportes Aquáticos, ela tem um bronze conquistado em 2010 em um Mundial só de águas abertas. Essa competição não existe mais mas foi, por uma década, um evento de enorme relevância.
Ana Marcela nos 5km — Foto: Satiro Sodré/rededoesporte.gov.br

O último baluarte

Entre as mulheres que estiveram na primeira aparição olímpica do esporte, em Pequim 2008, Ana Marcela é a única que estará em Tóquio 2020.

Hall da fama

Por conta de todos seus títulos, Ana Marcela entrou, no ano passado, para o Hall da Fama das águas abertas
Indução de Ana Marcela Cunha no International Marathon Swimming Hall of Fame — Foto: Divulgação

Atleta mais vezes eleita a melhor do mundo

A Federação Internacional de Natação (FINA) já elegeu Ana Marcela a melhor nadadora do mundo em cinco oportunidades: 2010, 2014, 2015, 2017 e 2018. Nenhum atleta, homem ou mulher, tem essa marca.

Atleta com mais títulos do Circuito Mundial

As águas abertas têm um Circuito Mundial na temporada, com etapas espalhadas pelo mundo inteiro. Ela já venceu o Circuito em quatro oportunidades, marca que ninguém possui na modalidade. E, esse ano, ela lidera com folga a classificação.

Atleta com mais vitórias em etapas do Circuito Mundial

Com 23 medalhas de ouro em etapas do Circuito Mundial, é a maior vencedora, entre homens e mulheres, da história da modalidade
Ana Marcela Cunha é ouro nos 5km no Mundial — Foto: Satiro Sodré/Rededoesporte.gov.br


Fonte: globoesporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário