Notícia com Imparcialidade

Perfumazu "Leve essa essência com você"

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Artigo (*) José Romero Araújo Cardoso


Recordações da Fazenda da Esperança Santa Rosa: Aplicação do método Paulo Freire de Educação de Jovens e Adultos


Paulo Freire se notabilizou internacionalmente devido a eficiência do método de educação de jovens e adultos que criou a fim de viabilizar o aprendizado das pessoas que não tiveram a oportunidade de frequentar regularmente a escola. Um dos feitos mais importantes protagonizado pelo célebre educador pernambucano está registrado na história da ecuação brasileira com as quarenta horas de Angicos (RN), quando conseguir ensinar a ler e a escrever em tempo recorde uma turma de alunos que antes desconheciam as letras. Exilado após o golpe militar do dia primeiro de abril de 1964, Paulo Freire deixou-nos importantes legados literários. Seus livros mais conhecidos tem os seguintes títulos: "Pedagogia do Oprimido", "Educação como prática da Liberdade"  e "Professora sim, tia não", além de outros importantes escritos que se tornaram clássicos da literatura pedagógica.
Quando de minha permanência na Fazenda da Esperança Santa Rosa, localizada em Garanhuns, agreste meridional pernambucano, estado natal de Paulo Freire e de Josué de Castro, constatei a importância que a educação deve assumir no processo de recuperação dos que se encontravam buscando vida nova através da proposta fomentada poela unidade da Obra Social Nossa Senhora da Glória. Defenbdo que não basta articular os três alicerces nos quais se embasam a filosofia da Fazenda da Esperança, pois tentar despertar o gosto pela leitura, pela educação e pela cultura se constituem em condição indispoensável ao processo de recuperação, tendo em vista que fora das cercas que divisam a Fazenda da Esperança deve haver alento a fim de que haja interesse para a formação de objetivos de vida claros e concisos que possam permitir a evolução futura dos recuperandos, exigência, creio dessa forma, para que se mantenham longe das drogas e do álcool, o qual é tão pernicioso quanto os alucinógenos ilícitos que levaram e infelizmente ainda levam milhares à busca pelo reestabelecimento.
Fiquei muito emocionado quando um grupo de recuperando me contactou para que eu me dispusesse a ensiná-los a ler e a escrever. Não tive dúvidas que o método adequado seria justamente o desenvolvido por Paulo Freire, pois a partir da ênfase aos princípios norteadores do processo ensino-aprendizagem criado pelo notável pedagogo brasileiro poderíamos atingir resultados satisfatórios.
Com muito esforço, pois na ocasião estava trabalhando na cozinha da Fazenda da Esperança Santa Rosa, tendo que acordar as quatro horas da manhã em ponto para preparar o café, retornando à casa onde estava residindo somente após todos serem servidos, comecei a ministrar aulas aos irmãos recuperandos, as quais geralmente eram iniadas por volta de oito e meia da noite.
Foram cinco irmãos recuperandos que despertaram o interesse em aprender a ler e a escrever. A primeira aula foi explictaiva, pois fiz breve sinopse sobre a vida e a importância da obra de Paulo Freire, com ênfase à necessidade de pôr em prática o fabuloso método de educação de jovens e adultos. Fiz menção ao número extravagante de analfabetos que ainda existe no Brasil, não obstante as intensas campanhas que visam fomentar a educação. Relatei que no presente as chances de se alfabetizar e seguir em frente nos estudos é bem maior que no passado, quando dos tempos dos nossos avós e bisavós.
As aulas teóricas, já utilizando o método Paulo Freire, destacaram-se pela plena compreensão por parte dos cinco irmãos recuperandos da proposta referendada por Paulo Freire, pois é muito simples e eficaz a base pedagógica sobre a qual se embasa o legado do incansável militante da educação em nosso país, cuja proposta de erradicar o analfabetismo ganhou o mundo.
Os irmãos recuperandos logo captaram a essência do método Paulo Freire, pois expliquei-lhes que vogais e consoantes formam famílias e que a junção de cada membro das famílias das palavras irá se responsabilizar pela formação da conexão silábica. Em pouquíssimo temo estavam formando palavras simples como: batata, boca, cajado, etc. Era o legado de Paulo Freire que mais uma vez se tornava indispensável para que as pessoas descubram os "mistérios" contidos na prática formidável da educação.
Enfatizei aos irmãos recuperandos que a luta de Paulo Freire foi contra a submissão, contra a educação bancária e que as pessoas devem buscar encontrar sentido para a vida através do reconhecimento em seus lugares de origem, através do que lhes soam como peculiares, como identificáveis.
A idéia de pertencimento encontra-se inserida nesse processo, motivo pelo qual articulei aulas com exibição de documentários ligados à terra, com os quais pudesse haver imediata vinculação do fazer parte de detrminada realidade, a qual, maneira geral, pode-se associar à vivência no semiarido nordestino, pois a grande maioria dos recuperandos são oriundos dessa região dos Estados de Alagoaas, de Pernambuco, da Bahia, da Paraíba e do Rio Grande do Norte. 
Acredito plenamente na força e no poder transformador que embasam o processo ensino-aprendizagem, não esquecendo que a matiz cultural também possui importante parcela contribuitiva à evolução do gênero humano. O método Paulo Freire é e será sempre revolucionário, pois permite que um leque de oportunidades seja exponencializado nas vidas das pessoas, sobretudo daquelas que não tiveram a chance de aprender a ler e a escrever.

(*) José Romero Araújo Cardoso, geógrafo, professor-adjunto da UERN.

Nenhum comentário:

Postar um comentário